terça-feira, 25 de dezembro de 2007

falando em cochabamba, mas em arequipa... feliz navidad!!!!

Tenho feito a maioria das fotos em digital (em RAW especificamente). Meu computador já está sem muito espaço para abrigar a quantidade de fotos que fiz... Ufa!! E os computadores da lans houses não aceitam as imagens feitas em RAW... E para conectar meu lap top em lans é sempre muito confuso... Enfim, uma desorganização minha no processo que dá uma boa margem para futuros posts aqui no blog... Por isso tenho tido poucas possibilidades de postar fotos, mas tenho tentado... Estamos em Arequipa, uma das 3 maiores cidades do Peru... Passamos o Natal aqui. De frente a uma lindíssima Catedral na Plaza de Armas, comemos comida típica da cidade e passamos por um verdadeiro tufão de gente nas ruas não exatamente comemorando, mas comprando coisas nas ruas, nas centenas ou mesmo milhares - posso afirmar - camelôs que gritavam preços mais baixos e se dispunham a ficar nas ruas negociando até pelo menos umas 23h!!! E gente, gente, gente, gente comprando comprando coisas ainda para o Natal... Não acreditei!!! Parecia que estava no Carnaval de Olinda na Ladeira dos 4 Cantos... Algo inimaginável!!!!!! Muito bom!!!! Eu ria esmagada entre pessoas que faziam trenzinho para caminharem e riam junto comigo... Levamos uma hora para percorrermos 2 quadras até a Plaza!!! Mas valeu o esforço... Não tenho fotos dessa maravilha de momento... Porque muitas recomendaçoes nos foram feitas de que de jeito algum saíssemos com câmeras, porque aqui no Peru os assaltos são frequentes a turistas e a nativos também... Preferi também ficar mais ao momento do Natal, ã família mesmo... Mas as imagens não me saem da cabeça e confesso que me arrependi de não ter saído com minha câmera... Enfim...























Em Cochabamba em frente ao mercado público "La Cancha", encontramos uma confusão de falas, mercadorias, cholas (as mulheres que sempre se vestem com suas longas tranças e saias de um veludo belo - que podem ser consideradas como patrimônio do país - e que carregam com uma manta colorida muito bem amarrada, coisas e crianças da mesma maneira). As cholas, como são chamadas, odeiam ser fotografadas, aliás não permitem de jeito algum... Tive oportunidade de fazer umas duas de freten somente. Tentei fazer algumas fotos de uma senhora que só falava aimará, idioma também falado na Bolívia por comunidades. Ela me seguiu dentro do mercado para atestar se eu tinha realmente feito uma imagem dela... E insistia brava que não queria de forma alguma ser fotografada. Enfim, eu não tinha conseguido fazer a foto!!



Os ônibus na Bolívia, como já são conhecidos são lindamente coloridos, pequenos e amarrotados de gente. Em Cochabamba, subimos em alguns sempre com uma mochila enorme, outra com o equipamento, dois sacos de dormir e mais uma bolsinha com alguns brinquedos de Pedro, meu filho... Foi bem difícil ter espaço para tudo isso... Divertido, mas tenso por não saber onde exatemente por os pés e nos sentindo um pouco arrogantes por assumirmos tanto lugar dentro de um ônibus minúsculo... Mas enfim, ninguém se importava muito não... Os ônibus são parte da cultura de quase todas as cidades na Bolívia. E lindos!! Adoro eles!! Muito cheio de cores...



Este acima, tem o "Confort", como título.



No "La Cancha", não disse ainda mas um sonho de consumo para quem gosta (como eu) de temperos, cheiros, frutas, roupas, tudo o que se imaginar!!! Encontrei uma jovem chola, que de costas juntamente com um cenário que parecia ser uma colagem de tanta coisa junta me permitiu fotografá-la. O mercado e ela me lembraram muito as feiras e os mercados no nordeste, não muito organizadas como em São Paulo por exemplo, mas nem por isso menos ricas e fascinantes... Muito pelo contrário!! Por isso mesmo, até mais apaixonantes...



De Cochabamba, saímos para viajar para Oruro...



Um comentário:

Flávia Tiné disse...

Lu,
Feliz 2008 pra essa família linda e animada! Adorei ler notícias no seu blog! Está maravilhoso!
Beijos@